Um dica rápida e fácil para afinação de piano

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Piano – Nem sempre é preciso contratar os serviços caros de um afinador profissional para deixar o seu piano pronto para tocar. Se você é um pianista ou aprendiz, e quer poupar tempo e dinheiro, saiba que tudo de que você precisa são as ferramentas certas, um piano e paciência. Veja como afinar um piano neste passo a passo.

Ferramentas e seus custos

Saiba desde já que as ferramentas podem ser caras e são bem variadas, mesmo em uma afinação básica. Atualmente, há ainda os recursos de som e ferramentas digitais que serão muito úteis para saber a qualidade do procedimento e ter a certeza de que não está piorando a situação. É por isso que às vezes vale mais a pena contratar um profissional. Mas se este não for o seu caso, pode aprender a afiná-lo você mesmo – ainda mais quando o instrumento possui um ou outro problema persistente e reconhecível. Uma boa ideia é conversar com um afinador sobre quais ferramentas serão necessárias para o seu piano em específico ou para o tipo de piano que você tem.

piano

É importante ainda planejar reduzir custos. Você pode reduzir o custo da posse de um piano tomando precauções que o ajudarão a se manter no tom. Nunca o mova se não for necessário e mantenha a temperatura do cômodo constante. Isso porque a madeira é bastante suscetível a variações de temperatura. Se tomar estas precauções, pode facilmente reduzir a quantidade de afinações necessárias para uma única a cada seis meses.

Entenda que pode haver outros problemas. É importante ter em mente que o seu afinador de piano provavelmente faz mais do que somente esticar algumas cordas. Ele deve manter o registro de tudo, de martelos quebrados a teclas pegajosas. Somente porque você pode apertar a corda, isso não significa que está realizando toda a manutenção de seu piano.

Pesquise as causas do piano desafinar com frequência. Pode ser esticar excessivamente uma corda, por exemplo. Já que os pianos contêm centenas de cordas mantidas a altíssimas tensões, tenha cuidado ao esticar uma delas ao se afinar um piano.

Saiba ainda que há riscos para você. Supomos que uma corda arrebente sob pressão ou um pedaço de equipamento se mova onde não deve, você pode acabar se cortando ou se lesionando. É importante ter certos cuidados.

Não adianta querer afinar o seu piano usando um afinador básico para violão, pois não funcionará para a afinação de um piano completo. Há equipamentoa de som necessários ao processo, por exemplo, diapasões, um dispositivo de afinação especial para piano, ou ainda um microfone sensível e um software de afinação para pianos, dependendo do caso. Atualmente, não é preciso afinar um piano somente de ouvido, já que não é algo fácil.

piano

Além disso, não é porque você tem a capacidade e os instrumentos que pode dispensar um profissional. É importante apoiar este tipo de serviço, uma vez que muitos afinadores profissionais de pianos são deficientes visuais. Apoiando estes profissionais, você ajuda a destacar a importância deste segmento e geral valor. Você pode ainda pagar a um afinador de pianos para que lhe dê uma aula rápida. Talvez você se interesse por este ramo. Pague o valor devido.

Saiba que as ferramentas de afinação são difíceis de encontrar. Muitas vezes leva tempo encomendá-las. A internet é uma boa solução para esta questão. Você precisará de um martelo de afinação com uma alavanca dura e cabo curto, pinos (pense em pontas de broca, mas ao contrário) para encaixar no martelo – eles deverão ter o formato de estrela e apresentar o tamanho exato para os pinos de afinação, um par de abafadores e um dispositivo de afinação.

Como afinar um piano

Tenha tempo disponível. Pode ser frustrante caso você não tenha paciência, já que é inexperiente. Em geral, uma primeira afinação leva de 3 a 4 horas por um profissional e levará mais tempo ao iniciar o processo sem prática.

O processo de afinação de piano geralmente envolve:

  • Pressione o pedal sustain antes de colocar os abafadores.
  • Abafe as cordas extras.
  • Com o pedal pressionado, posicione os abafadores nas cordas adjacentes àquela que você deseja afinar.
  • Comece o procedimento afinando a corda central.
  • Toque e analise o som. Para isso, é preciso pressionar efetivamente a tecla. Use o equipamento para determinar quais mudanças são necessárias para se ajustar a nota.
  • Quanto mais você se move para fora do centro, mais as teclas estarão afetadas pela desarmonia.
  • Veja se está afinando a corda certa. É muito fácil se confundir.
  • Ajuste a corda girando o pino com o martelo. É preciso que os pinos estejam firmemente posicionados nos soquetes antes de girá-los.
  • Aperte a corda girando as cavilhas com um martelo de afinação com cuidado para não arrebentar a corda ao esticá-la demais.
  • Lembre-se: esquerda para afrouxar (bemol) e direita para apertar (sustenido).

Dicas extras

  • Como você já deve saber, um piano é muito difícil de afinar e desafina com frequência. Possui 250 cordas mantidas sob tensões extremamente altas.
  • Cada instrumento tem a sua própria harmonia.
  • Quando for trabalhar com as cordas adjacentes, use calços e feltros abafadores.
  • É preciso de muita experiência para afinar um piano. Não se frustre se não conseguiu da primeira vez.
  • Possivelmente, você irá precisa ter uma chave inglesa especial (o martelo de afinação que falamos antes).
  • Reconheça que há uma enorme diferença táctil ao afinar, entre girar o pino e torcê-lo. Este feeling você aprende com o tempo.
  • Se não se sente seguro do que está fazendo, não afine o seu piano por conta própria e contrate um afinador experiente. Substituir cordas é algo difícil e custoso. Por isso, afine com cuidado.
Postagens Relacionadas