Na aula passada você aprendeu os acordes fundamentais a partir de escalas. Nessa aula, você vai aprender a encontrar acordes a partir de intervalos

 

Você deve estar se perguntando: Por que aprender outro método? Digamos que, através das escalas maiores, descobrimos as diferentes combinações de notas que formam diferentes tipos de acorde (maior, menor, diminuto e aumentado) . Através dos intervalos, entendemos a relação dos acordes com a distância entre eles (na música, ao invés de chamarmos de distância, chamamos de intervalos).

 

Intervalos são a distância entre duas notas. Eles são descritos com números para expressar essa distância entre as notas. Assim temos: primeiros, segundos, terceiros, quartos, quintos, sextos e sétimos intervalos.

 

Mas como descubrir qual é o intervalo? Lembra da aula Aprenda a fazer Acordes Maiores e Menores em que eu te apresentei as cifras das escalas? Vamos precisar delas para essa aula!

 

Como um intervalo é a distância entre duas notas, se você quiser descobrir qualquer intervalo, basta contar a distância alfabética entre as notas. Pareceu estranho?

 

Por exemplo:

 

Intervalo maior: D + F #    

 

tríade de D-F#

 

Para saber a natureza do intervalo, basta contar as letras do alfabeto de D para F.

 

D E F

 

Por ter três letras, esse intervalo é definido como um intervalo de terça.

 

Agora que você já sabe identificar intervalos, vamos passar para a prática.

 

Tríade maior de D:

 

Começamos em D. Movemos para D#, depois para E, para F, chegando em F#. Andamos 4 notas.

 

acorde

 

 

Assim, a tríade maior de D é composta por D + F#

 

tríade de D-F#

 

Note: Apesar de andarmos quatro notas, duas delas se repetem e variam apenas em acidentes: D-D# e F-F#. Por isso, na hora de classificar o intervalo, contamos apenas as notas que não se repetem (fica muito mais fácil fazer a analogia do alfabeto). Assim, temos 3 letras, um intervalo de terça.

 

Mas por quE eu estou ensinando tudo isso?

 

Maior, menor, diminuta, aumentada…a maioria dos acordes que você vai usar em uma música, usam TERÇAS!

 

E agora que você já sabe como criar acordes e terças corretamente, você nunca mais vai errar no uso de um acorde. Não interessa o quão difícil ele seja, depois que entendemos a lógica, conseguimos fazer qualquer acorde.

 

Nessa aula, você aprendeu o 2º método para construir acordes!

 

Na próxima aula, vou te passar alguns exercícios para você praticar e sedimentar o que aprendeu nessa aula e na aula Acordes do Piano: 3 métodos para construí-los! , que foi onde vimos o 1º método.

 

Por hoje é só. Qualquer dúvida, fico à disposição!

 

Musica sem limites - 02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

About The Author

Informações de perfil.

Related Posts