Segredos para ter tempo para estudar!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Estudar – Esta é numa das desculpas mais frequentes entre os alunos de música. Em alguns casos, foi apenas a má gestão do tempo; em outros, há motivos ocultos que podem indicar desgaste ou desinteresse pelo instrumento musical. Veja como se organizar melhor, aprender um instrumento com mais facilidade e fazer o seu investimento render mais.

Realmente, houve imprevistos!

Muitas vezes, as coisas acontecem de modo inesperado e atrapalham a rotina programada do indivíduo. Todo mundo sabe que estudar um instrumento musical requer muito treino, horas dedicadas e fixas na agenda e comprometimento com o próprio processo de aprendizagem.

estudar

Quando acontecer situações que o impede de estudar, estude mais no próximo horário agendado ou busque repor este treino em outra oportunidade. O bom desempenho em música depende muito do aluno e se você estiver realmente comprometido com o seu instrumento musical e com as aulas, faça as lições adequadamente e cumpra a sua meta.

Se você aprende um instrumento pela internet, com um curso assertivo como o Música sem Limites, por exemplo, poderá definir ainda melhor os seus horários e terá melhores condições de repor as suas lições perdidas. Esta é sem dúvida uma importante vantagem dos cursos on-line.

O aluno que nunca tem tempo para estudar

Quando o aluno frequentemente diz que “não tive tempo para estudar”, é porque há algo de errado. Muitos motivos podem estar ocultos: desde a falta de vontade de dar continuidade às aulas (e se vê obrigado a justificar o seu investimento), excesso de responsabilidades, falta de condições financeiras, interesse por outro instrumento musical, falta de proximidade com a metodologia escolhida, falta de empatia e conexão com o professor, etc.

estudar

Neste caso, pergunte-se: vale a pena continuar? Vale a pena pagar por aulas em que não há um compromisso tão grande? O instrumento ainda lhe satisfaz? A metodologia é a mais adequada para você? O que está por trás da sua falta de interesse? O que fazer para mudar? Seja sincero! A melhor opção é encarar a situação de frente.

Para saber se o seu instrumento de fato o realiza, leia este artigo especial. E se o problema é se sentir culpado por ser adulto, confira neste artigo algumas soluções.

Gestão do tempo eficaz

Às vezes, o aluno de música tem interesse, possui todas as condições físicas e mentais para treinar em casa, mas não o faz, mesmo quando não há imprevistos. Por que isso acontece? Neste caso, verifique a forma como organiza a sua agenda e seja mais realista.

Se não deu tempo para estudar, pode ser porque assumiu compromissos demais ou não gerenciou bem o tempo disponível para cada tarefa. Desta forma, um compromisso suprimiu o tempo do outro e o ensaio ficou de fora. A gestão eficaz de tempo pode ser feita começando com o alinhamento de prioridades. Se as horas de treino são importante para você, defina melhor o seu horário fixo e cumpra este compromisso.

Muitas pessoas se perguntam quantas horas são necessárias por semana para ensaiar e estudar as lições aprendidas. Isso vai depender de cada um e do nível de envolvimento do aluno, além do tempo que tem disponível. Se acha que tem condições de fazer uma ou duas horas por dia, além das aulas semanais, tudo bem. Se prefere estudar 3 horas diariamente, ótimo. Se só pode se dedicar em dias intercalados e apenas uma hora ou alguns momentos por semana, tenha isso bem definido e se comprometa! Será muito importante para o seu desenvolvimento o treino e o bom aproveitamento do tempo.

Neste artigo, você poderá conferir quanto tempo é necessário se dedicar ao estudo do instrumento e definir melhor os seus horários. Neste outro post, você pode compreender melhor quanto tempo leva para aprender um instrumento musical.

Postagens Relacionadas