Descobrir como tocar juntos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Tocar juntos – Quando você começa a ter uma certa desenvoltura com o seu instrumento, é normal querer comparar o seu som ou os de outras pessoas, ainda mais entre aquelas que tocam instrumentos diferentes do seu. Além disso, tocar um instrumento pode trazer oportunidade de fazer amigos, tocar com outras pessoas, aprender e ensinar coisas novas e muito mais. Veja quais são as vantagens e desvantagens de se tocar juntos!

O desafio de tocar juntos

Nem sempre é fácil tocar juntos. Primeiramente, é preciso escolher pessoas que tenha alguma afinidade de gênero musical – isso nem sempre é importante, mas faz a diferença entre aqueles que estão começando. Tocar com e sem partitura também pode ser um desafio grande – é preciso fazer adaptações quando os seus companheiros desconhecem a notação musical – e isso pode levar bastante tempo.

tocar juntos

E falando em adaptação, de qualquer forma ela precisa existir. É um processo criativo bem complexo criar músicas do zero, buscando agregar o que cada músico tem de especial. Mas interpretar músicas e peças conhecidas também é um grande desafio – é preciso cria um estilo e colocar todo mundo em sintonia.

A paciência e a tolerância é o princípio de qualquer banda ou grupo de músicos que tocam juntos. Cada um tem as suas dificuldades e potenciais e o modo como o outro toca nem sempre é como desejamos ou imaginamos. Tocar em conjunto é um exercício de aprendizagem, mas que exige colaboração de todos os envolvidos.

tocar juntos

Há muitas vantagens em tocar juntos. É uma forma legal de fazer novos amigos e estreitar relacionamentos. Os ensaios e o processo criativo são mais enriquecedores, pois há trocas – sempre aprendemos um pouco mais de música, bem como sobre as nossas limitações, quando tocamos em um grupo ou pelo menos com outra pessoa.

tocar juntos

A perspectiva de carreira também se amplia, pois toda experiência musical coletiva conta para um músico. Você aprende a lidar com outros tipos de instrumento e às vezes passa a aprender mais sobre teoria musical. Tocar juntos possui vantagens que nenhum tipo de aula de música pode proporcionar – e é válido que qualquer aprendiz, independentemente do instrumento, tenha uma experiência musical tocando em conjunto.

Mas, afinal, como tocar junto com outras pessoas? Veja algumas dicas:

  • Escolha pessoas ou grupos com quem tenha alguma afinidade musical. É difícil estar em um grupo tocando músicas que não têm a ver com você.
  • Se assumiu o compromisso de tocar com outra pessoa ou grupo, cumpra! Muitas vezes, o fato de você não aparecer aos ensaios atrapalha o desenvolvimento do grupo. Desta forma, esteja seguro de que é isso mesmo que quer fazer.
  • Encontre pessoas da sua região em grupos locais presenciais ou virtuais – as redes sociais, por exemplo, possuem diversos grupos e comunidades onde poderá identificar interessados em tocar com você.
  • Ensaie bem a sua parte – até mesmo quando estiver sozinho. É claro que ensaiar em conjunto é fundamental, mas quando assumir um compromisso de tocar junto, lembre-se que o esperado é que você pelo menos faça a sua parte. Uma dica é fazer aulas virtuais, que são mais econômicas e eficazes.
  • Errar é natural – seja mais tolerante com os outros. Se há problemas em acertas as coisas, fale diretamente, mas com gentileza.
  • Nem todas as pessoas são tão desenvolvidas musicalmente quanto você. Não critique. Ofereça ajuda nos momentos mais difíceis para que o outro também o ajude a evoluir.
  • Ter horários regrados pode ser uma boa iniciativa, principalmente nos primeiros momentos. Criem juntos horários de ensaios, apresentações ou mesmo horas de diversão.
  • Uma ideia legal para quem não conhece outros músicos é tocar pela internet e editar o material posteriormente. Isso dá trabalho no começo, mas há diversas iniciativas que deram muito certo. É uma prova de que a internet possibilitou não apenas aprendizagem musical, mas convivência com músicos que dificilmente você poderia ter de modo presencial. Veja duas delas:

Jonh Coltrane na Intercontinental Jam Session:

Rush tocado pela Multi Nation Virtual Band Cover:

Postagens Relacionadas