20 dicas importantes para quem quer aprender piano

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Aprender piano – Se o seu objetivo é aprender piano mais rápido e com mais qualidade, deve seguir algumas estratégias para que seus resultados possam acontecer como esperado. O piano é uma verdadeira paixão entre as pessoas de todo o mundo, e com o acesso aos meios digitais, ficou ainda mais fácil conhecer e aprender a tocar este instrumento. Veja agora um tutorial com 20 dicas fantásticas para aprender piano com maior êxito!

1) Aprender piano exige tempo

Tenha sempre um tempo fixo para suas aulas e seus ensaios – mesmo que você faça cursos de piano on-line ou se fizer aulas presenciais. A prática é muito importante para os seus resultados. Nas aulas, você aprende a fazer, mas é o treino que efetiva o seu aprendizado.

aprender piano

Cada pessoa tem suas próprias necessidades quanto ao tempo de ensaio – umas preferem treinar uma vez por dia e outras acham que uma hora por semana já está bom. Avalie com cuidado a sua necessidade, mas não deixe de ensaiar as suas lições.

Veja neste artigo quais as principais desculpas quanto à falta de tempo e saiba como superar a preguiça.

2) Você não precisa sair de casa para aprender piano

Com a expansão da internet e com os novos métodos de aprendizagem, você pode aprender piano sem sair de casa. Isso não significa que não precisará de esforço e comprometimento: irá requerer horas de ensaio como qualquer tipo de aprendizado.

Em geral, os método on-line, ou seja, de educação a distância, são mais assertivos e possui diversos recursos de aprendizagem que facilitam a vida do aluno – vídeos, aulas, materiais complementares, fóruns de debate, etc. É o que oferece o programa Música sem Limites, que além de ser um curso inovador, propõem um método mais fácil para as pessoas aprenderem piano on-line – confira na Home deste blog mais informações.

Neste post, você ver que aprender piano on-line pode ser uma tarefa para qualquer tipo de pessoa. Confira!

3) Tenha um instrumento

Você pode ter um teclado e mesmo assim ensaiar as suas lições de piano – não que seja o mais indicado, mais aprender piano pode ser algo flexível. Você pode ainda alugar um piano, ensaiar em um estúdio ou sala acústica (que muitas vezes ficam em lojas de instrumentos ou escolas de música), adquirir um piano só seu (caso tenha um orçamento para isso) ou ainda comprar um piano digital (que se assemelha muito com o piano comum e ainda possui recursos tecnológicos interessantes, além de ser mais barato. É importante ter um instrumento próprio, mas não tê-lo não é desculpa para não aprender piano.

Veja a diferença entre piano e teclado neste artigo. Saiba ainda como aprender piano sem ter um instrumento próprio nesta postagem.

4) Você não precisa saber partitura para aprender piano

Há vários outros métodos que não utilizam partitura nas aulas de piano. A partitura é uma notação musical importante, mas que muitas vezes assusta os iniciantes. Você pode começar com outros tipos de notação e nem por isso será menos pianista.

O método utilizado pelo programa Música sem Limites, do maestro e pianista Helio Moreira, por exemplo, não utiliza a partitura como principal recurso de aprendizagem. Na página principal deste blog você terá acesso a vídeo-aulas gratuitas e saberá mais a respeito. Confira!

Veja mais neste artigo: ele explica a utilizada de partitura e quais outras linguagens existem à disposição.

5) Piano é mais fácil do que você pensa

Muitas pessoas veem o piano como um monstro, mas é um dos instrumentos mais práticos entre os mais comuns. Isso porque você consegue observar melhor as teclas e pedais, uma vez que está diante dele – diferentemente do que acontece com outros instrumentos, como o violão, por exemplo. É claro que quem determina o instrumento de interesse é você, mas o piano pode até ser mesmo um ponto de partida para outros instrumentos musicais.

aprender piano

Desta forma, podemos ainda dizer que cada instrumento tem seus pontos altos e baixos, suas dificuldades e facilidades. Além disso, fácil e difícil é relativo – verifique as suas crenças quanto ao instrumento.

6) Conheça os diferentes tipos de piano

Às vezes, você pode se identificar mais com uma versão do instrumento que outra. Desta forma, antes de avançar em seus estudos, conheça diferentes tipos de piano e aprenda mais sobre a sua sonoridade, história, diversidade, etc. Esta pode ser uma atividade divertida, mas uma experiência importante para o seu aprendizado.

Uma dica interessante é visitar lojas de instrumentos, salas de concerto e outros lugares que tenham pianos que você ainda não conhece, para ver in loco o instrumento em ação. No caso de dúvidas técnicas, converse com um especialista ou com o seu professor.

Conheça aqui os vários tipos de pianos de cauda e verticais lendo este artigo.

7) Seja paciente consigo mesmo

Pare de se cobrar demais: seja realista com o seu processo de aprendizagem. Cada aula é uma vitória e é preciso acreditar no método de ensino para aprender piano corretamente. Quando há muitas cobranças, os riscos de fracasso aumentam. Seja gentil consigo mesmo.

Você não aprenderá a tocar com destreza a Tocata e Fuga em D menor do Bach ou peças parecidas com uma semana de aula. Então, vá com calma! Comemore as pequenas vitórias no seu próprio tempo.

Leia este artigo motivacional: Eu quero aprender! Eu consigo!

8) Você pode vir a seguir uma profissão de sucesso através do piano

Isso funciona mais como um impulso motivador para quem gosta de piano e se vê trabalhando com isso. Há várias profissões que um músico que sabe tocar piano pode seguir. Uma dela é o ensino de música – leia nesta postagem – mas há muitas outras que podem ser a sua meta – e é muito importante para os aprendizes de qualquer nível ter objetivos definidos. Mesmo que você tenha um longo caminho pela frente, é sempre bom conhecer as suas possibilidades e ter o foco no que você quer fazer com esta atividade.

9) Não desista diante de pequenos obstáculos

Em tudo o que você for aprender em sua vida irá ter desafios e obstáculos. Nem sempre é fácil superar as suas expectativas, mas saiba que só depende de você ser melhor no piano do que foi ontem. Não se deixe abalar. Veja ainda quais as causas que possivelmente estão fazendo você desistir de aprender piano – confira neste artigo.

10) Aprenda a utilizar recursos que diminuem o som

Para não criar conflito com seus vizinhos e familiares e até mesmo para não prejudicar a sua audição, escolha bem o tamanho do piano para o espaço disponível, assim como recursos para diminuir o volume – como acontece com o piano digital, já que o comum é quase impossível conseguir isso. Não faça das suas aulas uma experiência desagradável, pois isso desfavorece a sua aprendizagem.

Veja como não incomodar seus vizinhos lendo este artigo.

11) Saiba se o seu instrumento realmente mexe com você

Muitas vezes e aprendiz de piano se questiona se aquele é o instrumento certo para si. Não se assuste se isso acontecer com você, pois ocorre com todos os tipos de pessoas e com todos os tipos de instrumento. Você pode sempre reavaliar a sua paixão pelo piano e analisar melhor os seus sentimentos e sensações. Para lhe ajudar melhor com a questão, leia este artigo que fala sobre como sabemos quando um instrumento nos realiza.

12) Aprenda a tocar piano e toque com outras pessoas

É importante para um aprendiz de piano tocar com outras pessoas, principalmente se estas tocam outros instrumentos. Desta forma, você verá como a sonoridade do seu instrumento combina ou não com os instrumentos de seus amigos. Além disso, é importante compreender o resultado final de quando se toca em conjunto e a fazer da música uma parceria interessante. É uma ótima forma de fazer amigos.

aprender piano

Mas será que tocar sozinho é diferente de tocar em grupo? Quais as diferenças? Veja mais neste artigo. E seja paciente se você sabe partitura e seus amigos não – ninguém é obrigado a saber as mesmas coisas que você – veja mais sobre este assunto nesta postagem.

13) Siga o mestre

O seu professor, seja homem ou mulher, presencial ou on-line, é um profissional e provavelmente sabe mais que você. Mesmo que as aulas possam parecer cansativas em alguns momentos e mesmo que você queira pular uns assuntos com os quais não se identifique, confie no seu professor.

Se ele leciona piano e se escolheu fazer disso a sua vida, pode ser que isso seja um amor incondicional pelo instrumento e pode ser que seja uma pessoa amplamente dedicada a conhecer tudo sobre ele. Aproveite os seus conhecimentos e ouça o que ele diz.

14) Saia da sua zona de conforto

Este é um desafio para muitas pessoas que querem aprender piano. Há pessoas que passam anos fazendo aulas, mas na hora de tocar em público tocam Brilha, Brilha, Estrelinha – mesmo que esta canção tenha sido composta por Mozart, há desafios maiores. Parabéns para você? Isso você já sabe. Passe para alguma coisa mais elaborada. E sempre que tiver oportunidade, mostre o que aprendeu para outra pessoa – não precisa ser para um público grande, mas para alguém com sensibilidade, que lhe dê outra perspectiva que não a sua.

Além disso, quando aprendemos um instrumento, o levamos para os nossos gêneros musicais preferidos. Conheça outros gêneros musicais e aprenda a tocar músicas destes ritmos. Crie desafios para o seu aprendizado – é uma forma de aperfeiçoar e se adaptar. Se até agora buscou tocar composições clássicas, se aventure para o jazz ou para músicas a priori mais simples. Tudo é válido – só não vale ter preconceito.

15) Tenha metas bem definidas em seu estudo

Todo aprendiz, independentemente do assunto que estuda, precisa ter um objetivo. Quando aprendemos piano, isso é fundamental. Trabalhe com a gestão assertiva do seu tempo disponível, dividindo a sua meta em pequenas conquistas mensais ou semanais. Desta forma, você também tem como mensurar a sua evolução. Não se prive de realizar as suas outras tarefas, mas não deixe os ensaios em segundo plano. Se planejou ensaiar, faça isso!

Como você se vê tocando piano no fim deste ano? E daqui a dois anos, que tipo de desenvoltura pretende alcançar? Você quer um hobbie ou uma profissão? Na parte mais técnica, sobre os assuntos e aulas, você pode definir uma meta com seu professor. Lembre-se que quem determina isso é você e não ele, mas ele pode fazer a diferença neste processo. Assim, ele já saberá o que você quer e poderá adaptar melhor seu treinamento.

16) Não fique medindo o tempo necessário para aprender piano

Uma questão comum é sobre quanto tempo se leva para de fato aprender piano. Não se preocupe tanto com isso, já que o tempo é bem relativo para cada pessoa. No entanto, saiba que tudo depende muito do seu esforço e não adianta querer abraçar o mundo sem fazer as lições de casa. Sem dedicação, não há resultados, e não tem porque você ficar indignado com o mundo, se a sua parte você não fez.

aprender piano

A palavra de ordem é praticar! Não perca a oportunidade de treinar seu instrumento e proponha sempre novos desafios nos seus ensaios – ensaiar e o que faz a diferença em aprender mais rápido, pois leva em consideração as suas necessidades pessoais.

Veja mais sobre este tema lendo este artigo que coloca em perspectiva o tempo necessário para aprender piano.

17) Não importa se você é um adulto. Aprender piano não tem idade.

Muitas pessoas possuem preconceito de que são adultos e não podem mais aprender qualquer coisa, muito menos um instrumento tão complexo quanto o piano. Mas podem sim, já que qualquer indivíduo, independentemente da fase de sua vida, tem a capacidade de aprender, mesmo nos seus últimos momentos. Logo, não há desculpas para não aprender a tocar piano se este é o seu sonho.

Além disso, aprender piano pode render outras habilidades e benefícios, como ter uma concentração melhor, ampliar a capacidade de memorização, melhorar a coordenação motora, etc. Estas são vantagens interessantes para pessoas de qualquer idade.

Veja um pouco mais sobre este assunto lendo este artigo especial sobre adultos que aprendem a tocar piano.

18) Invista bem o seu dinheiro

Por mais que as aulas de piano estejam cada vez mais acessíveis – ainda mais para quem opta em tê-las pela internet, por exemplo, é importante saber como investir bem o seu dinheiro, seja com suas aulas ou com a escolha de seu instrumento, por exemplo. Mais uma vez ressaltamos a importância de ter momentos de ensaio, para fazer valer o seu investimento.

Muitas pessoas acreditam que apenas investindo em aulas automaticamente se tornarão exímios pianistas, assim como há aqueles que acham que comprando um carro automaticamente se tornam pilotos de corrida. E a prática, onde fica? Saiba não apenas o preço de se aprender piano, mas o valor que isso tem na sua vida e esforce-se!

19) Inspire-se sempre!

Busque suas referências de pianistas e inspire-se! Comece com músicas interessantes conforme o seu nível de aprendizagem e ouse cada vez mais. Em todos os gêneros musicais, há faixas e músicas interessantes e servem como motivação para você fazer igual ou até mesmo como uma meta a ser alcançada.

Quais os compositores que mais gosta? Quais os artistas que sempre mexem com você sempre que ouve uma de suas músicas? Faça uma relação de artistas inspiradores e passe a estudar a sua produção, principalmente em relação ao piano. Aprender uma música é conhecê-la profundamente e entender o que o artista quis expressar com isso e quais os recursos musicais que usou.

20) Nunca é tarde para recomeçar

Você já desistiu do piano? Sempre desiste porque acha difícil? Nunca é tarde para recomeçar. Às vezes, o que faltou foi estímulo, tempo, recursos e uma série de coisas que nada têm a ver com o piano em si. Às vezes, simplesmente não era o momento mais adequado. Então, faça uma nova tentativa!

O piano era uma obrigação na sua infância, quando tinha que fazer aulas? Isso é bem comum. Não há nada pior do que aprender algo por intimação dos pais. Mas as coisas mudaram e há outros métodos mais divertidos que com certeza farão você mudar de ideia. Além disso, se é adulto, terá uma compreensão bem maior agora e já “aprendeu a aprender” ao seu modo. Tente novamente!

Confira ainda a diferença entre a música popular e a erudita neste artigo. Se há conflitos entre o piano e diferentes instrumentos que você também gostaria de aprender, não deixe de ler esta matéria. Você irá se identificar! Não também deixe de conferir todas as novidades do blog nas redes sociais e, especialmente, no Facebook.

Postagens Relacionadas